Invita: uma nova empresa com 15 anos de experiência

O foco de nosso trabalho está na soma da busca pela excelência e da vasta experiência acumulada com os principais fabricantes mundiais de equipamentos médicos.

Sabemos que a melhoria do desempenho econômico do prestador interfere diretamente na eficácia e na qualidade dos tratamentos, assim como no conjunto de variáveis que interferem na recuperação de um paciente. Por isso, o nosso serviço tem como objetivo o atendimento ágil, assertivo e eficaz para reduzir o tempo de equipamento parado e otimizar todo o processo que envolve o tratamento.

A Invita Medical é resultado da junção de forças e competências de profissionais experientes e extremamente qualificados nas diversas áreas que compõem um serviço de saúde. São eles:

INVITA SERVICE
Prestação de serviços de assistência técnica de aceleradores lineares.

INVITA DEVICES
Fornecimento de acessórios e suprimentos para os serviços de radioterapia.

INVITA SYSTEMS
Desenvolvimento de softwares para gestão de atendimentos de radioterapia e quimioterapia.

Acelerador linear

NOSSA ESSÊNCIA

Visão

Prestar suporte tecnológico aos prestadores de serviços de saúde para que eles possam ajudar os pacientes e suas famílias na luta contra o câncer.

Missão

Proporcionar um serviço de excelência e segurança na manutenção e no suporte técnico para equipamentos médicos de alta tecnologia.

Valores

Respeito ao Ser Humano
Compromisso com a Qualidade
EEfetividade nos resultados

NOSSO COMPROMISSO

Com os clientes

Agregar valor ao clientes através de atendimento com agilidade e foco na redução de horas de equipamento parado;

Com os colaboradores

Motivar nossos colaboradores e criar oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional;

Com os parceiros

Manter o tratamento aos fornecedores como parceiros nos negócios;

Com a comunidade

Ser uma empresa ética e socialmente responsável.

CONCEITOS

O Acelerador Linear

Um acelerador de partículas linear, geralmente apelidado de linac, é um tipo de acelerador de partículas que aumenta consideravelmente a energia cinética de íons, sujeitando as partículas carregadas a uma série de potenciais elétricos oscilantes ao longo de uma linha de luz linear. Os princípios de tais máquinas foram propostos por Gustav Ising em 1924, enquanto que a primeira máquina construída por Rolf Widerøe funcionou em em 1928 na Universidade RWTH Aachen. As Linacs têm muitas aplicações: geram raios-X e elétrons para fins medicinais em terapias de radiação, servem como injetores de partículas para aceleradores de alta energia e são usados ​​diretamente para alcançar a maior energia cinética para partículas leves (elétrons e pósitrons) para física de partículas.

Aceleradores Médicos

A terapia de radiação baseada em aceleradores lineares para terapia contra câncer começou com o tratamento do primeiro paciente em 1953 em Londres, no Hammersmith Hospital, com uma máquina de 8MV construída pela Metropolitan-Vickers. Pouco tempo depois, em 1955, outra linac diferente estava sendo usada nos Estados Unidos (6MV).

Os linacs de grau médico aceleram os elétrons usando uma guia de ondas de cavidade sintonizada, na qual o poder de RF cria uma onda estável. Alguns linacs possuem guias de ondas curtas, montadas verticalmente, enquanto as máquinas de energia superior tendem a ter um guia de ondas horizontal e mais longa, com um ímã de flexão para girar o feixe verticalmente em direção ao paciente. Os aceleradores lineares médicos usam feixes de elétrons monoenergéticos entre 4 e 25 MeV, dando uma saída de raios-X com um espectro de energias até e incluindo a energia dos elétrons quando os elétrons são direcionados para um alvo de alta densidade. Os elétrons ou raios-X podem ser usados ​​para tratar doenças benignas e malignas. O acelerador linear produz um feixe de radiação confiável, flexível e preciso.

Radioterapia

A terapia de radiação ou radioterapia, muitas vezes abreviada RT, RTx ou XRT, é a terapia que usa radiação ionizante, geralmente como parte do tratamento do câncer para controlar ou matar células malignas e normalmente administrado por um acelerador linear. A radioterapia pode ser curativa em vários tipos de câncer se eles estiverem localizados em uma área do corpo. Também pode ser usado como parte da terapia adjuvante, para prevenir a recorrência tumoral após a cirurgia para remover um tumor maligno primário (por exemplo, estágios iniciais do câncer de mama). A terapia de radiação é sinérgica com a quimioterapia e tem sido utilizada antes, durante e após a quimioterapia em cancros suscetíveis. A especialidade da oncologia relacionada à radioterapia é chamada oncologia de radiação.

Eficácia

A resposta de um câncer a radiação é descrita por sua radiossensibilidade. As células cancerosas altamente radio-sensíveis são rapidamente mortas por doses modestas de radiação. Estes incluem leucemias, a maioria dos linfomas e tumores de células germinativas. A maioria dos cânceres epiteliais é apenas moderadamente radiossensível e requer uma dose significativamente maior de radiação (60-70 Gy) para obter uma cura radical. Alguns tipos de câncer são notadamente radiorresistentes, ou seja, são necessárias doses muito maiores para produzir uma cura radical do que pode ser segura na prática clínica. O câncer de células renais eo melanoma são geralmente considerados radiorresistentes, mas a terapia de radiação ainda é uma opção paliativa para muitos pacientes com melanoma metastático. A combinação de terapia de radiação com imunoterapia é uma área ativa de investigação e mostrou alguma promessa para melanoma e outros tipos de câncer.